Dia Internacional da Felicidade – Dados de 2015

Qual é o estado de espírito dos usuários de Internet no mundo?

16 MARCH 2016, BRUSSELS, BELGIUM
Resumo
Nós suspeitávamos, o dinheiro não compra felicidade: os ricos não são necessariamente os mais felizes, os pobres os mais mal-humorados.

Durante o ano de 2015, mais de 440.000 pessoas participaram, através de sites na internet ou de e-mails, em uma pesquisa Emolytics, em 199 países. Com esses dados, Emolytics – subproduto da UCL - foi capaz de identificar os países mais alegres e os países mais mal-humorados no mundo durante o ano. Aqui estão os 20 primeiros e os 20 últimos da lista:

TOP 20

Os resultados são interessantes e surpreendentes: muito poucos países europeus aparecem neste ranking (apenas 3 países da Europa Ocidental aparecem). América Latina e África, graças à sua lendária tradição de joie de vivre (alegria de viver), estão melhor posicionados com, respetivamente, 7 países na lista (África exibe mesmo três países no top 5). A Ásia está empatada com a Europa, com apenas 3 países representados.

1. Zâmbia (África)

2. Togo (África)

3. Zimbabwe (África)

4. Costa Rica (América Latina)

5. Macedónia (Europa)

6. Benim (África)

7. Uruguai (América Latina)

8. Chile (América Latina)

9. Sri Lanka (Ásia)

10. Geórgia (Cáucaso e da Ásia Central)

11. Burundi (África)

12. Salvador (América Latina)

13. Nigéria (África)

14. Bulgária (Europa)

15. Islândia (Europa)

16. Argentina (América Latina)

17. Bolívia (América Latina)

18. Venezuela (América Latina)

19. Cazaquistão (Cáucaso e da Ásia Central)

20. Guiné (África)

BOTTOM 20

As regiões mais representadas no fundo da lista são a Europa (8 países), o Próximo e Médio Oriente (4), Ásia (3), Caribe (2 ilhas), África (2 países) e América Latina (1). Note-se que os EUA ocupam a posição 21ª do ranking dos países mais mal-humorados do mundo.

1. Kuwait (Próximo e Médio Oriente)

2. Guiana Francesa (América Latina)

3. África do Sul (África)

4. Reino Unido (Europa)

5. Camboja (Ásia)

6. Jersey (Europa)

7. Áustria (Europa)

8. Alemanha (Europa)

9. Finlândia (Europa)

10. Líbano (Próximo e Médio Oriente)

11. Haiti (Caribe)

12. Suécia (Europa)

13. Omã (Próximo e Médio Oriente)

14. República Dominicana (Caribe)

15. Tailândia (Ásia)

16. Mauritânia (África)

17. Singapura (Ásia)

18. Chipre (Europa)

19. Luxemburgo (Europa)

20. Arábia Saudita (Oriente Médio e meio)

Os países mais ricos do mundo parecem ser as regiões menos positivas.

Outras regiões de interesse:

Queríamos incluir, independentemente da sua classificação, determinados países na análise de 2015:

- França ocupa o 83º lugar apenas à frente do Japão e Irlanda.

- Bélgica, obteve a 94ª posição do ranking, atrás da Índia, Rússia ou Israel, mas à frente do Canadá.

- Espanha está na frente do pelotão, com o 25º lugar mais feliz, pouco antes de Brasil (36ª posição) e muito à frente de Portugal, que ocupa apenas 59ª, logo após a Holanda (posição 58)

- Se você aumentar o zoom no mapa, pode notar que a Síria e Somália se encontram no vermelho mais acentuado. Nós não os incluímos no top 20 dos países menos felizes uma vez que a amostra não era suficientemente relevante (pessoas desses países certamente têm outras coisas para fazer do que completar inquéritos on-line); mas com uma amostra maior, seria uma aposta segura que esses países teriam ocupado uma das cinco primeiras posições do fundo da nossa lista.

A semana mais feliz e a semana mais triste de 2015

Determinar o período mais feliz e o período mais negativo do ano já tem sido objeto de discussão na literatura popular. David McCandless abordou a questão com ferramentas estatísticas: as ruturas sentimentais culminam no final de Fevereiro, no início de Março e também duas semanas antes do Natal.

Emolytics chega, finalmente, com dados estatísticos sobre o estado de espírito das pessoas e a tendência para a felicidade da população mundial: Fevereiro é o momento mais triste do ano, e meados de Dezembro também, imediatamente antes de um pico de felicidade que acontece durante as festas de fim de ano.

Além disso, o período observado como o mais feliz do ano é claramente o fim do verão (pelo menos no hemisfério norte).

O dia mais feliz da semana

Uma questão fundamental permanece para muitos leitores: qual é o dia mais feliz da semana? Aqui parece que o senso comum está garantido: o fim de semana é sempre mais positivo, em comparação com os primeiros dias da semana. No entanto, um ligeiro pico de esperança e felicidade, ocorre algumas vezes na quarta-feira. Segunda-feira é, sem dúvida alguma, o dia mais triste da semana.

Onde e como esses dados foram recolhidos?

Emolytics coletou seus dados a partir de milhares de sites pertencentes a seus clientes ou através de outros canais, como os e-mails. Os inquéritos têm uma alta taxa de resposta; São exibidas sob a forma módulos visuais ilustrados como pode ver em baixo:

Emolytics usa seus algoritmos únicos: o © Emocore (mede o impacto emocional de um conteúdo, com base em anos de pesquisa em psicologia, e na valência e excitação emocional) e o índice de Positividade Net (NPI) fazendo a diferença entre a proporção de pessoas que expressam emoções positivas e aqueles que expressam emoções negativas (cálculo semelhante ao do Net Promoter Score - NPS - de certo modo).

Mantemos apenas os dados dos países onde o número de votos é o suficiente de modo a ter uma margem de erro razoável. Isto é possível graças à elevada taxa de resposta aos nossos inquéritos envolventes, através dos quais acumulamos milhões de respostas até hoje.

Sobre Emolytics

Emolytics é uma marca registada da GetSmily S.A., uma empresa subproduto da UCL (Universidade Católica de Lovaina) na Bélgica.

Emolytics mede a experiência do cliente através do prisma de emoções, de forma científica, e ajuda as empresas a tomar decisões esclarecidas que impactem os resultados.

Qualquer pessoa pode instalar o seu inquérito anónimo, envolvente e fácil em www.emolytics.com.

Contact: David Hachez - press@emolytics.com - +32 10 392203

Imagens
Sobre Emolytics

Emolytics is a brand of GetSmily S.A., a spin-off company of the UCL university in Belgium.

Emolytics measures customer experience through the prism of emotion, scientifically, helping businesses make informed decisions that impact results. They are the provider of the Emoscore®, a unique algorithm, used as a customer experience KPI. Thanks to that scientific expertise, Emolytics brings valuable insights to companies based on people's emotions.

The founders :

David Hachez, CEO of Emolytics was the driver behind some other initiatives such as Raz*War, launched in 2009 and taken over by a private investment fund in 2012. The same year, thanks to the facilitation of the LTTO and the Louvain School of Management (LSM), he got acquainted to David Frenay, biomedical civil engineer, master of physics, bachelor of mathematics and physics and International Mathematical Olympiad Medal Winner, who has been at the origin of the detection of emotions. He currently holds the position of CTO.

Check out https://www.emolytics.com for more details.